O sapato certo para você

  

Uma pesquisa na Inglaterra revelou um fato curioso sobre uma das maiores paixões femininas. Motivadas pelo desejo de consumo e pelo gosto pessoal, muitas mulheres compram uma coleção gigantesca de sapatos, dos quais nem 10 são usados no dia a dia. 
Os pesquisadores da companhia de seguros inglesa Co-operative Insurance ouviram 3 mil mulheres que possuíam, em média, 20 pares, dois quais apenas 9 eram usados com frequência. 

Os motivos mais comuns para as aquisições foram a necessidade de combinar o sapato com uma nova roupa (52% das entrevistadas), ficar na moda (18%) e a obsessão pelo item (10%). Muitas mulheres ainda admitiram já ter comprado um par que não servia simplesmente porque o modelo era bonito.

Você provavelmente se lembrou daquele par maravilhoso que está abandonado em uma de suas gavetas. Você aguenta uma noite inteira com ele nós pés? Para evitar essa coleção de calçados esquecidos, temos uma boa dica. Além de controlar a emoção e levar em conta a necessidade e o gosto pessoal na hora da compra, invista em sapatos que valorizam os seus pés e seu corpo. Sapatos confortáveis, bonitos e que ainda ajudam você a se sentir mais poderosa têm mais chances de se tornarem parte da sua rotina. 

Se você possui o peito do pé alto, por exemplo, pode ser uma tortura passar o dia com calçados que possuam tiras na região ou que sejam fechados e apertados. Prefira os modelos abertos em cima, como as rasteirinhas e escarpins. Eles ficam ótimos com saias e calças skinny! Os pés chatos vão bem com saltos médios. Se seu pé tem este formato, evite calçados sem salto, como os chinelos e rasteirinhas.

Os pés mais gordinhos exigem calçados diferentes. Opte pelas botas, como as ankle boots, e modelos mais fechados. Os peep toes e plataformas aumentam o volume dos pés, causando um péssimo efeito.

Se você possui dedos longos, procure os calçados com bicos mais largos. É importante que eles não apertem os dedos. Evite as rasteirinhas, modelos de bico fino ou com dedos à mostra, que os destacam. Uma boa dica é comprar os calçados ao final do dia, quando os pés estão inchados. Assim você descobre com mais facilidade onde o sapato pode machucar. 

Para esconder defeitinhos como a joanete, prefira os modelos com bico quadrado ou arredondado, preferencialmente abertos. Os sapatos com bico fino machucam a região. Os calos precisam de um espaço extra no interior dos calçados, já que o atrito pode piorá-los. Prefira os sapatos com bico quadrado e evite os bicos mais finos e as tiras apertadas.

Existem também alguns truques para valorizar o seu corpo, que podem ajudar no momento da escolha. Se você é baixinha, procure sapatos com salto alto, mas discreto, e modelos abertos em cima, que alongam as pernas. Nada de plataformas e os saltos com meia-pata muito chamativa. Mulheres com pernas curtas e grossas podem optar pelos saltos mais grossos e abertos em cima. Sapatos muito delicados ou que amarrem o tornozelo não são aconselháveis. Botas e plataformas ficam bem em mulheres com tornozelos grossos, que devem evitar sapatos delicados, fechados e com amarrações.

Se você está com aqueles quilinhos a mais, invista em sapatos com saltos grossos e de altura média. Evite os saltos fininhos e as sapatilhas, pois eles destoam do biotipo e desfavorecem a silhueta. Se as suas pernas são finas, fuja dos sapatos com bico fino e das plataformas, que dão um aspecto pesado demais aos pés. Pode investir em sapatilhas e saltos médios.

Além de escolher um modelo que a favoreça, é importante não abrir mão do conforto na hora da compra. Nunca leve um par para casa na esperança que ele “laceie”, jamais compre um número menor ou muito maior pela falta do seu. Pensando bem na hora de comprar, você terá vários pares à disposição para o dia a dia, e ainda vai economizar uma quantia significativa. Lembre-se que, para as ocasiões especiais, ter um ou dois pares é o suficiente.

Fonte: Meia Fina

2 comentários:

Postar um comentário

Muito obrigada pela sua visita, volte sempre. Se tiver um blog e site, deixe abaixo no comentário!!!
Bjs!!!