Tire suas dúvidas sobre os métodos contraceptivos hormonais


Tire suas dúvidas sobre os métodos contraceptivos hormonais

Os anticoncepcionais hormonais são os mais utilizados pelas mulheres no Brasil e no mundo[1]. Eles são importantes na prevenção da gestação não-planejada, principalmente entre adolescentes e jovens, que estão começando a sua vida sexual e têm pela frente um mundo de descobertas e escolhas.  Mas, por que é necessário pensar nesse assunto?

A gravidez em idade precoce traz mudanças na rotina e tem impactos sociais e psicológicos[2], pois muitas garotas precisam abandonar os estudos, desistem de seguir uma carreira e enfrentam a crítica da família. A vinda de um bebê muda também a vida dos garotos, que deveriam assumir a responsabilidade e apoiar a futura mamãe, dando suporte emocional e financeiro (o que não implica em ter de casar). Apostar na prevenção da gravidez é sinal de amadurecimento e proporciona mais tranquilidade para curtir a relação.

Nessa matéria, entrevistamos a médica ginecologista e obstetra, Dra. Sylvia Maria Oliveira da Cunha Cavalcanti, que apoia o movimento nacional “A vida é feita de escolhas”, que tem como objetivo levar informações de qualidade sobre educação sexual, prevenção de gravidez e planejamento familiar a mulheres e homens em todo o Brasil, principalmente adolescentes.
Dra. Sylvia é Membro do Comissão Nacional de Sexologia da Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia (FEBRASGO); Mestre em Saúde Materno Infantil; Professora da Faculdade de Medicina do Centro de Ensino Unificado de Brasília; Especialista em Ginecologia da criança e da adolescente pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE); Especialista em sexologia e Educação sexual pela FLASSES (Federação Latino Americana de Sexologia e Educação Sexual) e membro da Sociedade de Ginecologia Infanto-Puberal (SOGIA).

Quais são os métodos contraceptivos hormonais?[3]

Qualquer método contraceptivo deve ser prescrito por um ginecologista, que vai fazer também um acompanhamento da adaptação da mulher ao medicamento escolhido. Os anticoncepcionais hormonais são comercializados em diferentes apresentações e são compostos por uma combinação de hormônios, geralmente estrogênio e progesterona sintéticos. Apresentam alto percentual de eficiência para evitar a gravidez –  acima de 99%. Entretanto, nenhum anticoncepcional hormonal protege das DSTs – doenças sexualmente transmissíveis -  como a AIDS, a sífilis e o HPV. Por isso, tem que usar a camisinha também, para não se infectar com alguma doença.  

Pílula de uso oral: um dos métodos mais populares, a pílula é composta por hormônios que inibem a ovulação. Ela deve ser tomada por via oral diariamente. Há vários tipos de pílulas, que variam conforme os hormônios utilizados. Existem aquelas que a mulher pode tomar de forma contínua, sem menstruar. Algumas versões pedem uma pausa entre uma cartela e outra. As pílulas mais modernas têm baixa dosagem de hormônios, raros efeitos colaterais, reduzem os sintomas da TPM, regulam o ciclo e o fluxo e ainda ajudam a combater as espinhas. Atinge até 99,7% de eficiência na prevenção da gravidez.



Anticoncepcional injetável: composto por hormônios que são gradativamente liberados no organismo e impedem a ovulação. Deve ser aplicado uma vez por mês ou trimestralmente, dependendo do tipo da sua formulação. Eles têm a vantagem da praticidade e atingem até 99,9% de eficácia contra a gravidez.

Anticoncepcional em forma de adesivo: aplicado na pele no primeiro dia da menstruação, ele libera hormônios que inibem a ovulação. Deve se trocar o adesivo a cada semana, por 3 semanas consecutivas e fazer uma pausa na quarta semana. Sua eficácia é de até 99,7%, que pode ser reduzida em mulheres acima do peso.

Implante contraceptivo: um bastão que mede 4 cm x 2 mm. Ele é introduzido sob a pele e libera hormônios gradativamente, impedindo a ovulação. Sua eficiência é de 99,9% e ele só precisa ser trocado a cada três anos. Sua aplicação só pode ser feita pelo ginecologista, que avaliará se é o contraceptivo mais adequado para você.

DIU – Dispositivo intrauterino: existem dois tipos de DIU - o de cobre e o hormonal (também conhecido como SIU). Ambos são introduzidos no útero e impedem a passagem dos espermatozoides para as trompas, a fim de evitar a fecundação do óvulo. A diferença é como eles funcionam: o de cobre  age de forma local, deixando o ambiente uterino “tóxico” porque possui propriedades espermicidas que “matam” os espermatozoides ou diminuem sua movimentação; o segundo tipo libera hormônios no útero que alteram o movimento normal do esperma no útero e dificulta a chegada dos espermatozoides às trompas, além de provocar espessamento do muco do canal cervical. Esses dispositivosalcançam 99,4% e 99,8% de eficiência, respectivamente, são trocados a cada 5 anos e devem ser aplicados e removidos pelo ginecologista.
Pílula do dia seguinte: chamada também de “pílula de emergência”.  Isso quer dizer que ela realmente só deve entrar em cena em um caso de extrema necessidades, quando a garota esqueceu de tomar a pílula ou se a camisinha estourar. Deve-se evitar seu uso, porque ela tem alta concentração de hormônios e, se usada de maneira habitual, pode trazer efeitos colaterais e complicações. Ela deve ser tomada até 72 horas após a relação, tem eficiência de até 75%, sendo que quanto antes se tomar, maior sua eficácia. Ela impede a fecundação, mas não tem efeito se o óvulo já tiver sido fertilizado pelo espermatozoide, ou seja, não tem efeito abortivo.

Sobre o Movimento A Vida é Feita de Escolhas
Consenso entre os principais estudos brasileiros e internacionais sobre o assunto[4], a orientação é sempre um caminho essencial para a prevenção da gravidez na adolescência, um problema de saúde pública no Brasil. Por isso, objetivo o Movimento A Vida é Feita de Escolhas tem como objetivos realizar um trabalho de conscientização para estimular discussões, o engajamento e a mobilização. A ideia central é trabalhar para que gravidez na adolescência seja fruto de uma escolha e não um “acidente”. As informações sobre comportamento, saúde e educação sexual terão o respaldo de especialistas, como ginecologistas, sexólogos e educadores. O movimento conta com site (www.avidaefeitadeescolhas.com.br), uma página no Facebook (@vidafeitadeescolhas), perfil no Instagram (@avidaefeitadeescolhas_viva), material educativo distribuído em consultórios de ginecologia e palestras em escolas.

Sobre a EMS
Maior laboratório farmacêutico no Brasil, líder de mercado tanto em unidades comercializadas quanto em faturamento, pertencente ao Grupo NC. Com aproximadamente cinco mil colaboradores e mais de 50 anos de história, atua nos segmentos de prescrição médica, genéricos, medicamentos de marca, OTC e hospitalar, fabricando produtos para praticamente todas as áreas da Medicina. Tem presença no mercado norte-americano por meio da Brace Pharma, empresa com foco em inovação radical. A EMS também investe consistentemente em inovação incremental e é uma das acionistas da Bionovis, de medicamentos biotecnológicos – considerados o futuro da indústria farmacêutica. Com unidades produtivas em São Bernardo do Campo, em Jaguariúna e em Hortolândia (SP), onde funciona o complexo industrial, incluindo o Centro de Pesquisa & Desenvolvimento, um dos maiores e mais modernos da América Latina, e a unidade totalmente robotizada de embalagem de medicamentos sólidos, além de contar com a Novamed, localizada em Manaus (AM), uma das cinco maiores e mais modernas fábricas de medicamentos sólidos do mundo, a EMS exporta para mais de 40 países - www.ems.com.br.
Mais informações para a imprensa:
ASSESSORIA DE IMPRENSA DA CAMPANHA “A VIDA É FEITA DE ESCOLHAS”
Chris Santos Notícias
Chris Santos – chris@chris-santos.inf.br (11) 9 8456 4810

ASSESSORIA DE IMPRENSA INSTITUCIONAL
Grupo CDI Comunicação e Marketing
Caroline Vaz – caroline.vaz@cdicom.com.br (11) 3817-7946
Rosângela Manchon – rosangela@cdicom.com.br (11) 3817-7968


[1] Manual de Orientação Anticoncepção da Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia (Febrasgo).
[2] Dias ACG, Teixeira MAP. Gravidez na adolescência: um olhar sobre um fenômeno complexo. Paidéia (Ribeirão Preto). 2010;20(45):123-31
[3] Informações baseadas nos seguintes documentos e publicações: https://www.nichd.nih.gov/health/topics/contraception/conditioninfo/Pages/types.aspx.
http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/0102assistencia1.pdf ; Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e obstetrícia; Manual de Critérios Médicos de Elegibilidade da OMS para Uso de Métodos Anticoncepcionais; Giordano et al. Contraception in adolescents; Adolescência & Saúde.2009.
Opções de Anticoncepção na Adolescência. Organização Pan-americana da Saúde.2016 Ministério da Saúde e Associação de Obstetrícia e Ginecologia do Estado de São Paulo (Sogesp).
[4] Finer LB, Henshaw SK. Disparities in rates of unintended pregnancy in the United States, 1994 and 2001. Perspect Sex Reprod Health 2006; 38: 90-96. - World Health Organization. Medical eligibility criteria for contraceptive use. 5 ed. Geneva: World Health Organization; 2015: 268 p

AS FRANJAS VOLTARAM! CINCO MANEIRAS DE USAR APROVADAS POR FAMOSAS E FASHIONISTAS

Depois do enorme sucesso de 2014, as franjas perderam o seu lugar nos holofotes, no entanto, talvez essa seja a hora de tirá-las do armário: neste inverno, o detalhe voltou a fazer parte dos looks mais bacanas das famosas e fashionistas. Descubra cinco maneiras de usar para criar produções cheias de charme e movimento.

Nos detalhes
Reprodução/Instagram @gigihadid; @lilyjcollins; @brumarquezine
Você tem um estilo mais discreto? Não é preciso vestir franjas dos pés à cabeça, já que mesmo nos detalhes, como um bolso, nas mangas ou em enfeites pela roupa, ela já confere a sensação de balanço. Vale lembrar que os jeans com as barras desfiadas estão em alta, e são uma ótima pedida para embarcar na tendência.
Nas saias
Reprodução/Instagram @peyton.baxter; @512pragency; @beverly_osu
As saias com franjas largas e longas também voltaram com tudo, e dão aquela pitada de sensualidade e modernidade que é sempre bem-vinda no look. Além disso, o sentido vertical pode te ajudar a alongar visualmente a silhueta, especialmente quando não possui forro.
Nos coletes
Reprodução/Instagram @galagonzalez; @thriftitude; @jypsyjanzen
O colete, outra peça queridinha da estação, é uma ótima pedida para dar acabamento e deixar aquele look básico mais interessante – e também pode receber as franjas. As mais largas e longas, em camurça, lã ou algodão, tendem deixar o visual boho, enquanto as de couro e de seda, por exemplo, conferem um estilo mais sofisticado.
Nos sapatos
Reprodução/Instagram @classicforward; @amy_daniels; @ayzdesigns
E que tal incluir as franjinhas nos seus sapatos? Acompanhado do salto alto, o detalhe tende a deixar a produção mais sexy e moderna, perfeita para os passeios no final de semana.
Nas bolsas
Reprodução/Instagram @camillecharriere; @galagonzalez; @ofstyleandsubstance_blog
Bolsas são bacanas para incorporar as franjas ao look de dia a dia, afinal, dão charme sem interferir diretamente na sua roupa no local de trabalho, onde elas nem sempre são bem aceitas. É só escolher a que mais se encaixa no seu estilo e arrasar.
Fonte: Daqui Dali

Vestido azul: 13 fotos de noivas que te farão suspirar

Se o assunto é vestido de noiva, o branco naturalmente surge absoluto como principal cor. Mas, verdade seja dita, o branco nem sempre foi uma unanimidade. Na idade média o que importava não era a cor, mas sim o quão luxuoso era o vestido. Uma vez que os casamentos eram vistos como forma de fazer alianças comerciais, a peça usada pela noiva representava as posses da família. Durante  o período da Renascença o preto foi a cor mais eleita pelas noivas, pois representava a religiosidade e obediência à Igreja.
A popularização do branco aconteceu após o casamento da rainha Vitória da Inglaterra com o Príncipe Albert, no século XIX. Vitória subiu no altar usando um branco longo de renda feita à mão. Inspiradas pela história romântica – Vitória foi a primeira nobre a se casar por amor – mulheres do mundo todo usaram o vestido da monarca como inspiração. Deste então, o branco reina absoluto. Ou melhor, reinava.
Para alegria das noivas mais ousadas, outros tons têm ganhado espaço nas coleções de grandes estilistas, diminuindo a hegemonia do branco na moda noiva.
O vestido de noiva azul não é exatamente uma novidade entre as noivas americanas. Isto porque muitas noivas decidiram levar a outro patamar a tradição de sempre levar consigo um objeto ou acessório azul. E o que começou como um movimento discreto vem ganhando o mundo através da força do Pinterest e do Instagram.
(Pinterest)
(Pinterest/Reprodução)
(Pinterest/Reprodução)
(Pinterest/Reprodução)
Para quem pretende aderir à tendência, os modelos mais utilizadas são em tons de azul celeste, em tecidos leves e fluidos, com bordados delicados de pedraria. Opções perfeitas para quem quer compor um visual no estilo princesa.
(Pinterest/Reprodução)
(Pinterest/Reprodução)
Em cerimônias diurnas ao ar livre, os modelos estampados também são alternativas interessantes para criar um visual surpreendente. Estão em alta os modelos com efeito “manchado”, em degradê ou florais.
Fonte: Claudia

LIPOFIM SUCO VERDE DETOX - Bionatus

Boa Tarde;

Hoje venho falar do maravilhoso Suco Verde Detox da Bionatus (Parceira do Blog):




Apresentação

Frasco com 150 gr. Produto Dispensado de Registro -RDC 27/2010.

Finalidade de Uso

Fonte de fibras.

Descrição

Pó para preparo de bebida sabor Limão.

Composição

Maltodextrina, couve em pó, polpa de laranja desidratada, polpa de maçã desidratada, salsa em pó, gengibre em pó, aroma sintético idêntico ao natural de limão, acidulante ácido cítrico e edulcorante sucralose. 
O que eu achei: fácil de preparar, tem um bom rendimento, o sabor é muito bom, suave e ja vem adoçado, gostei muito. Aprovo e Recomendo!!!


Entre no site e conheça mais sobre os produtos da Bionatus!!!


4 penteados para ir dormir e acordar com o cabelo lindo

Engana-se quem pensa que a hora de dormir resulta apenas em cabelos amassados. Na realidade, a noite de sono pode ser uma grande aliada de quem procura alternativas para preparar os fios na correria do dia a dia sem muitos esforços.
Os penteados a seguir são para quem procura técnicas simples e práticas para enfrentar os desafios cotidianos sem deixar de arrasar com o cabelo: basta arrumá-los durante a noite, ir dormir e pela manhã você acordará com fios modelados como o desejado e pronto para encarar qualquer evento que surgir.

Maria-Chiquinha

De acordo com Nunzio Saviano, dono do salão homônimo em Nova York, se a mulher procura bonitas e suaves ondas para os fios, a dica é dormir com o cabelo amarrado no estilo maria-chiquinha. “É um ótimo truque para quem já tem ondas”, contou ao site Byrdie.
O penteado também é recomendado para quem tem cachos naturais bem marcantes. “Ajudam a diminuir o frizz e relaxar ondas.”
(Pinterest/Reprodução)

Coque duplo no topo da cabeça

Para obter ondas suaves e desgrenhadas, o cabeleireiro Sam DiVine aconselha que os cabelos sejam presos em dois coques no topo da cabeça.
O expert aconselha que seja seguido o seguinte passo a passo na hora de preparar o cabelo para dormir: aplicação de spray intensificador de volume; em seguida, remoção do excesso do produto dos fios com o auxílio de toalha; por fim, que o cabelo seja enrolado frouxamente no topo cabeça como se fosse um bolinho.
Para DiVine, o uso de um coque só no topo da cabeça preso com um elástico é uma alternativa para garantir as ondas desejadas.
(Pinterest/Reprodução)

Trança estilo noiva

“Se você procura um estilo mais rock’n’roll, uma opção é trançar os fios em vez de enrolá-los”, recomenda o cabeleireiro Creighton Bowman.
A trança citda pelo profissional deve ser feita na parte de trás da cabeça, similar ao penteado tradicional das noivas. Mas lembre-se: você vai dormir com o look, então procure deixar o cabelo de um jeito bem confortável para o seu descanso.
(Pinterest/Reprodução)

Amarração abacaxi

Para as cacheadas que não pretendem desmanchar os delicados cachos do cabelo durante o sono, a dica é amarrar os fios em um rabo de cavalo no alto da cabeça com um elástico. O resultado é um penteado semelhante à coroa de um abacaxi.
(Pinterest/Reprodução)


Fonte: Claudia