Aposte no cinto e valorize as formas do seu corpo

Em calças, vestidos, saias-blazers, cardigãs ou camisas, eles são verdadeiros curingas: transformam o visual, dão mais estilo e personalidade à sua produção e podem até mesmo valorizar suas formas. Descubra agora quais são os modelos da moda, veja como combiná-los com a roupa e entenda qual a melhor forma de usá-los!

Reprodução


As tendências da estação

"Nesta temporada outono/inverno, os cintos finos ganham destaque. O desfile da Dior trouxe modelos ultrafinos e delicados, com inspirações nos looks ladylike, superfemininos. Mas, ainda assim, os mais grossos garantem seu espaço, com influências dos anos 60 e 70, seguindo a tendência vintage. Eles surgem com fivelas grandes, metalizadas (forradas com tecido ou couro) ou com aplicações de pedrarias, e farão sucesso", conta a consultora de moda e estilo Titta Aguiar. Quanto às opções de materiais, os de python print, couro colorido, cordas e trançados, com pitadas artesanais, estão em alta. E Titta dá a dica para quem quer arrasar nesta temporada: "A moda nesta estação é usar vários cintos finos juntos ou misturar um grosso e um fino".
Reprodução


Acerte na combinação

Se você fica em dúvida sobre qual modelo usar com cada roupa, anote a dica: "Os grossos ficam bem com as roupas pesadas. Assim, use-os com casacos, blazers, calças ou vestidos em tecido encorpado. Já os finos e delicados ficam bem com saias e vestidos mais rodados, leves e soltos, assim como roupas em alfaiataria", comenta a consultora  de moda. Para combinar o cinto com a calça jeans, é importante observar o seu tipo físico. "Quem tem cintura fina, barriga enxuta e o quadril não muito largo, pode usá-lo no passante, com camisa por dentro da calça. Já quem tem o quadril estreito pode realçá-lo, posicionando um modelo mais largo nessa região", ensina Titta. As mulheres de corpo reto, com pouquíssimo culote e cintura, devem colocá-lo alguns centímetros acima do umbigo. Esse é um ótimo recurso para criar a ilusão de uma silhueta com muitas curvas. Porém, para quem está com alguns quilinhos acima do peso ideal, o melhor é evitar cortar a silhueta ao meio, ou seja, evite o acessório e adote peças mais soltas no corpo.

Reprodução

Outro cuidado importante é em relação à altura: as mulheres altas podem apostar nos cintos com fivelas grandes, chamativos e ousados. Já as baixinhas devem adotar os finos e discretos, de preferência na mesma cor da roupa, para não cortar a silhueta ao meio. "Com roupas estampadas, aposte nos modelos básicos, pois o excesso de informação pode pesar no visual. Já aqueles com aplicações em pedrarias ou trançados são ótimas opções para dar charme e destaque às produções mais simples e discretas", aconselha Titta.  

Fonte: Portal Vital/Unilever

2 comentários:

Postar um comentário

Muito obrigada pela sua visita, volte sempre. Se tiver um blog e site, deixe abaixo no comentário!!!
Bjs!!!